Vídeo viraliza ao medir capacidade de salto do ser humano em outros planetas

Se a média da altura de um salto humano na Terra é de 45 centímetros, qual seria essa medida se o salto fosse dado em outros planetas do Sistema Solar? Essa questão é respondida em um vídeo do canal MetaBallStudios, simulando um pulo no solo de mundos como Jupiter, Marte, Ceres ou Fobos – e os resultados espantam, tanto por alturas superiores aos maiores edifícios, quanto por saltos que mal saem do chão.

Na Terra, a média de altura do salto é de 0,45 metro

Saltos interplanetários
É a força da gravidade que determina a altura de um pulo e, apesar do cubano Javier Sotomayor manter desde 1993 o recorde de 2,45 metros como o mais alto salto já realizado na Terra, a maioria não é capaz de superar os 45 centímetros médios sob a força de aceleração de 9,807 m/s² da gravidade terrestre.

Em Júpiter, porém, a gravidade de 24,79 m/s² não permitiria que um salto passasse dos 17 centímetros: em Marte, como mostra o vídeo, a aceleração de 3,721 m/s² levaria a um salto de de 1,18 metro.

A partir de Marte, os saltos no vídeo começam a alcançar alturas impressionantes. Na Lua, os 12 seres humanos que já andaram no nosso satélite vizinho já experimentaram a gravidade de 1,62 m/s², que permite uma altura média de 2,72 metros em um pulo.

No planeta anão Ceres, localizado no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, a gravidade de 0,27 m/s² levaria um salto humano médio a alcançar a altura de 15,75 metros.

Em Marte, a medida é similar a de Mercúrio, e o salto alcança cerca de 1,18 metro

Na lua, a média de altura de um salto humano pode chegar a 2,72 metros

Em Miranda, lua do planeta Urano, a gravidade de apenas 0,079 m/s² permitiria que uma pessoa alcançasse impressionantes 57 metros de altura, superando em um salto simples um edifício de 19 andares.

Nada, porém, se compara à lua marciana de Fobos: com uma força de aceleração gravitacional de apenas 0,0057 m/s², lá um salto humano representaria quase uma decolagem ao espaço, alcançando altura de 773 metros.

Na lua uraniana de Miranda, uma pessoa saltando normalmente chegaria a 57 metros de altura

Ao fim do vídeo, porém, a força e a dimensão do sol imperam, como era de se esperar, no sistema ao seu redor: com gravidade de 274 m/s², a animação revela que, para além da temperatura, se fosse colocada em uma plataforma sobre o astro-rei, uma pessoa simplesmente não conseguiria saltar. Especializado em colocar “o mundo em perspectiva” com seus vídeos, o canal MetaBallStudios pode ser acessado aqui.

*Por Vitor Paiva
……………………………………………………………………….
*Fonte: hypeness

Qual é a maior altura que dá para pular na água sem se ferir?

Esse é um cálculo muito difícil. Depende de um número de variáveis que mesmo um físico profissional tem dificuldades em considerar.

O salto mais alto é da autoria de um brasileiro. Laso Schaller pulou 58,8 metros em um lago de 8 metros de profundidade em Cascata del Salto, em Maggia, na Suíça. Está vivo, só lesionou ligeiramente a perna direita.

O recorde anterior era de Rudolf Bok, da República Tcheca. Foram 58,2 metros em 1997. Dez anos antes dele, o suíço (eita país de maluco) Oliver Favre se lançou de 53,9 metros. Todos esses saltos dependem de muita técnica e só podem ser realizados por esportistas profissionais.

Em Acapulco, na famosa atração turística de La Quebrada, habitantes locais saltam 24 metros para delírio dos visitantes. Eles são amadores, mas muito bem treinados – você, que reclama até de barrigada na piscina, não deve tentar.

*Por Bruno Vaiano

……………………………………………………………………
*Fonte: superabril

Homem salta de 7,6 km de altura sem paraquedas e acerta alvo no solo que o salva

Quem realizou a façanha foi o americano Luke Aikins, de 42 anos, paraquedista e instrutor de segurança da Associação de Paraquedas dos Estados Unidos. Luke já foi dublê de cenas de ação de filmes como o famoso Homem de Ferro 3.

Luke ser tornou o primeiro ser vivo a saltar de um avião sem paraquedas e sobreviver ao pouso.

Você pode estar perguntando: COMO?

Para isso, Luke caiu em uma rede com pouco menos de 1000 m², algo equivalente a 1/3 de um campo de futebol. A rede – tinha duas camadas de material de proteção – seu fundo era verde fluorescente para que pudesse ser avistada de longe por luke.

Detalhe, caros leitos do Engenharia é:, tudo isso foi transmitido ao vivo e deixou milhares de pessoas aflitas.

Luke saltou usando máscara de oxigênio e com a companhia de três outros saltadores que prestaram todo o apoio a ele durante a queda. Os três auxiliares mais o GPS ajudaram Luke a chegar à rede instalada no deserto da Califórnia. Um deles inclusive ajudou Luke a retirar a máscara de oxigênio quando ela não era mais necessária.

Depois do salto, a primeira reação foi abraçar a esposa Monica e depois seus familiares, que assistiam ao espetáculo ansiosamente.

No começo do desafio do salto, sua primeira reação foi dizer que o mesmo era um absurdo. “Como qualquer pessoa normal, disse: ‘obrigado, mas não obrigado. Tenho uma esposa e um filho, e tenho uma vida para viver’”, relembra Luke. “Aí, duas semanas se passaram e eu ficava acordando no meio da noite, pensando: ‘se alguém me dissesse que eu tenho que fazer isso, como isso seria feito?’”.

Todo o treinamento do desafio, apelidado de “Enviado do céu”, levou dois anos. Luke já saltou mais de 18 mil vezes.

*Por Ademilson Ramos

……………………………………………………………………..
*Fonte: engenhariae