Soundgarden

Anúncios

Krist Novoselic fala sobre um possível retorno do Nirvana

Todo ano o Grammy Awards é precedido por algumas festas de gala em que há o costume de reunir diferentes personalidades numa mesma apresentação.

Na edição desse ano, ocorrida durante o auge do luto após a morte de David Bowie, prestou-se uma linda homenagem ao cantor com um tributo contando com os membros restantes do Nirvana junto ao cantor Beck nos vocais. Eles tocaram a bela “The Man Who Sold The World” – imortalizada brilhantemente no último registro do Nirvana, o icônico MTV Unplugged.

A Rolling Stone não perdeu a oportunidade e foi lá bater um papo com o ex-baixista Krist Novoselic nos bastidores. Ele acabou falando um pouco sobre o inusitado encontro com Beck e até respondendo perguntas capciosas sobre um possível retorno do Nirvana.

O baixista diz que, assim como foi no MTV Unplugged, ter a oportunidade de tocar “The Man Who Sold The World” novamente foi maravilhoso – e também uma ótima chance de se encontrar com artistas que ele admirava há décadas.

“Eu nunca tinha tocado com o Beck antes, então eu tive que encontrar com ele, conhecê-lo um pouco antes,” ele diz.

“Eu sou fã dele há muito tempo – desde ‘Loser’. Quando a gente se juntou e tocou, Dave, Pat e eu simplesmente elevamos o grau, e ele é incrível. Tudo acabou se juntando e fazendo muito sentido.”

Sobre as recorrentes reuniões dos ex-membros do Nirvana nos últimos tempos (destaque para a gravação de de “Cut me some Slack”, com Paul McCartney para a trilha de Sound City), perguntaram se não já haveria um novo projeto em vista para um futuro próximo.

“É sempre divertido tocar com Dave e Pat,” ele disse:

A gente teve o “Sirvana” com Paul McCartney e depois o “Hervana” [apelido com ‘her’ (‘ela’) porque foram todas vocalistas mulheres] no Rock and Roll Hall of Fame – e foi bacana, não foi? Agora Dave, Pat e eu fizemos esse tributo a Dadid Bowie na festa do Grammy.

Krist ainda finalizou, despistando: “É sempre divertido. Essas coisas simplesmente acontecem. Vamos ver o que o futuro nos reserva. Eu não sei. Não ouvi falar nada ainda.”

Vale lembrar que um ex-parceiro de longa data do Nirvana, Butch Vig, recentemente comentou que Dave Grohl está fazendo músicas, mas não para o Foo Fighters.

*Fonte: Tenhomaisdiscosqueamigos

 

Pearl Jam – um pouco mais de infos

Estou lendo a biografia da banda Pearl Jam que ganhei de Natal, com o tempo desenvolvi o costume também de pesquisar junto entrevistas, catar imagens e vídeos do artista na web, criando assim uma linha temporal mais ampla junto a leitura. Neste caso descobri algumas coisas interessantes que ou deixar registrado aqui a quem interessar possa, tipo o primeiro Press Kit em vídeo da banda, o primeiro show ao vivo (quando já mostravam uma boa desenvoltura musical – vide o passado de alguns deles: Green River e Mother Love Bone).
Enfim, vale a pena dar uma sacada da “força” da banda já no começo de todo o processo.

Veijeim…

 

>> Press Kit da banda de 1990

 

>> A primeira demo “Momma-Son”, com: Alive / Once / Footsteps

 

>> O primeiro SHOW, quando ainda eram chamados de Mookie Blaylock
(Off Ramp Cafe, Seattle – WA  (22/10/1990)

 

>> O vídeo de ALIVE de 1990