Taylor Hawkins Tribute Concert

Dia de um evento especial em memoria ao falecido baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins. Dia de celebrar a vida e a memória daqueles que nos foram muito próximos. Bonito ver um tributo tão bacana quanto esse, com muitos rockers da velha guarda e também da nova geração dividindo o palco nessa bela homenagem. Achei sensacional a vibe show, confesso que tive de segurar a emoção em alguns momentos. Não deve ser fácil para a família, amigos, parentes e também para a banda, que é uma irmandade, dar adeus a um grande parceiro. Mas celebrar a vida com uma homenagem assim, é com certeza um grande sinal de respeito. Descanse em paz Taylor!

O Filme All-Star do concerto em homenagem a Peter Green será lançado em 2021

No início deste ano, em 25 de fevereiro, Mick Fleetwood ofereceu um concerto de tributo de estrelas para seu ex-companheiro de banda do Fleetwood Mac, Peter Green.

O concerto – que aconteceu no London Palladium – contou com Kirk Hammett, Billy Gibbons, David Gilmour, Pete Townshend, Steven Tyler, Noel Gallagher, Jonny Lang, Bill Wyman, John Mayall, Neil Finn, Andy Fairweather Low, Christine McVie, Zak Starkey e muito mais.

O show ficou ainda mais comovente apenas alguns meses depois, em 25 de julho, quando Green faleceu aos 73 anos.

Agora, um filme e um álbum ao vivo documentando o show – Mick Fleetwood & Friends Celebrate the Music de Peter Green e os primeiros anos do Fleetwood Mac – foram anunciados. O filme será lançado nos cinemas em março de 2021, com exibições selecionadas nos dias 23 e 28 de março.

O álbum ao vivo estará disponível em gatefold 4LP, 2CD / Blu-Ray mediabook e conjuntos de áudio digital, e chegará em 30 de abril de 2021, via BMG.

“O concerto foi uma celebração dos primeiros dias do blues onde todos nós começamos, e é importante reconhecer o profundo impacto que Peter e o primeiro Fleetwood Mac tiveram no mundo da música”, disse Fleetwood em um comunicado.

*Por Jackson Maxwell

…………………………………………………………………………………
*Fonte: guitarplayer

Novo documentário sobre Jimi Hendrix terá como foco show lendário no pé do vulcão Haleakala

Documentário e disco ao vivo serão lançados em novembro

O show de Jimi Hendrix de 1970 em Maui, Havaí, no pé do vulcão Haleakala, é certamente um dos mais lendários da história da música. A apresentação foi filmada para a produção Rainbow Bridge, mas praticamente não foi usada.

Agora, um novo documentário chamado Music, Money, Madness… Jimi Hendrix In Mauilevará o público aos bastidores daquele dia. Além da obra audiovisual, um disco ao vivo também foi anunciado. As informações são do Consequence of Sound.

Rainbow Bridgebusca apresentar o grandioso sucesso de Hendrix. O empresário, Michael Jeffrey, planejou um filme semi-ficcional que capturaria a essência da contracultura havaiana. Jeffrey, que se encarregou das tarefas de produção, imaginou uma atuação do músico em Maui como a peça central do filme.

Não funcionou assim, porém. Jeffrey desperdiçou o orçamento que foi colocado pela Warner Bros., e apenas 17 minutos de filmagem ao vivo entraram em Rainbow Bridge. A trilha sonora também nunca foi disponibilizada.

Os fãs, contudo, agora terão o disco ao vivo de Hendrix e mais de 17 minutos do grandioso show em Maui. O músico, na verdade, filmou duas apresentações completas nesta ocasião. Music, Money, Madness e o álbum serão lançados em 20 de novembro. A pré-venda já está disponível aqui.

……………………………………………………………………………………
*Fonte: rollingstone

The Flaming Lips toca clássico para plateia dentro de bolhas na TV

Sempre vanguarda no movimento artístico, o The Flaming Lips continuou inovando em sua performance no programa de Stephen Colbert na TV americana.

Enquanto alguns artistas estão escolhendo o formato drive-in para fazer shows em meio à pandemia com segurança, a banda aproveitou o convite para testar um novo formato que pareceu agradar muita gente: usar bolhas de proteção para banda e público.

Na passagem por lá, os caras ainda colaboraram para criar um baita momento emocionante ao tocar a incrível “Race for the Prize”, clássico do disco The Soft Bulletin (1999).

Como você pode ver no vídeo abaixo, o resultado foi seguro e bastante divertido, principalmente para as crianças que estiveram na plateia. Sensacional, hein?

Vale lembrar que pelo menos para o vocalista Wayne Coyne a bolha não é uma novidade, já que ele já se apresentou com a banda assim, mas definitivamente ao lado da plateia e em uma transmissão de TV no meio da pandemia do novo Coronavírus tudo ganha um outro significado.

*Por Felipe Ernani

………………………………………………………………………….
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos