Matt Cameron – Time Can’t Wait (novo single)

Anúncios

Chris Cornell, vocalista do Soundgarden e do Audioslave, morre aos 52 anos

Chris Cornell, vocalista do Soundgarden e do Audioslave, morreu nesta quarta-feira (17) à noite aos 52 anos, em Detroit. Médicos legistas confirmaram a causa da morte como suicídio por enforcamento.

O assessor do cantor, Brian Bumbery, resumiu que a morte de Cornell foi “súbita e inesperada”. Segundo a imprensa americana, a mulher de Cornell teria ligado para um amigo da família para ver como o cantor estava. Ele arrombou a porta do quarto do hotel e encontrou o corpo de Chris no banheiro, onde se enforcou.
Relembre obra no Soundgarden, Audioslave, Temple of the Dog e carreira solo em 5 músicas mais marcantes

Ele havia se apresentado com o Soundgarden na mesma noite no Fox Theatre, em Detroit. Fãs publicaram vídeos e relatos nas redes sociais elogiando a performance. Nesta quinta (18), Cornell participaria do festival Rock the Range, em Columbus, também nos EUA.

Cornell deixa a esposa, Vicky Karayiannis, e três filhos de 16, 12 e 11 anos. No domingo (14), dia das mães, ele publicou em seu Twitter uma declaração à esposa. Segundo o site TMZ, ela disse a pessoas próximas que o marido não apresentava sinais de depressão.

Perfil

Christopher John Boyle nasceu em Seattle, nos EUA, em 20 de julho de 1964. Ele foi um dos principais nomes do movimento grunge, formando o Soundgarden ao lado do guitarrista Kim Thyail e do baixista Hiro Yamamoto, em 1984.

Depois, Cornell formou o supergrupo Audioslave, com membros do Rage Against the Machine (Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk). Em 2007, se concentrou em carreira solo que foi do pop rock ao acústico antes da volta do Soundgarden, em 2010.

 

…………………………………………………….
*Fonte: G1

Valeu Chris!

Hoje pela manhã me levanto e em seguida vou me arrumando rapidamente enquanto ainda tomo meu café, claro, tudo por causa de ficar aqueles incríveis minutinhos a mais na cama (daí essa correria toda), mas lá pelas tantas a BOMBA! Uma mensagem do meu chapa Zakka Kern – “Chris Cornell encontrado morto”.

Putz!

A casa caiu. Meu amigo não é de brincar com esse tipo de coisa e senti que era sério. Sou fan do Soundgarden há muitos anos, desde o tempo daqueles loucos 90’s e o efeito rock da MTV Brasil na minha geração. É uma de minhas bandas preferidas de todos os tempos, em termos de grungeria é a minha “preferida” disparado. Quando todo mundo era Nirvana, eu era Soundgarden. Essa notícia foi uma balde de água fria na cara e me deixou triste já no começo do dia. PQP!

Fui caminhando e pensando na banda, nas músicas e tal. Ligo o computer e lá está em vários sites o fato do falecimento do Chris Cornell. Puêrra man, como assim!? O cara tava ainda em forma, uma grande voz (uma das mais marcantes de todos os tempos do rock – tá no time dos grandes!), o Soundgarden novamente na estrada, tinha sua carreira solo, esses tempos excursionou com o Temple of The Dog (maravilha), tinham até um boato da volta do Audioslave

Um choque. Assim como toda morte que nos pega de surpresa, de alguém que conhecemos o é. Dizem agora que foi suicídio. Uma pena. Algumas emoções da vida são mesmo ruins e fortes quando nos pegam de jeito.
Mas dava para ter superado, cara!

Seja como for só tenho a lhe agradecer por suas músicas e as bandas incríveis. Sou muito grato mesmo, de coração. Sim, já chorei escutando várias de suas músicas hoje o dia todo. Sua perda é muito phoda, porque o mundo perdeu “mais um” dequeles de grande talento. Cara, esse sociedade corrompida, suas regras fudidas que só servem à favor de uma pequena minoria, as pessoas escrotas, a mesquinharia, mentiras, trapaças e a eterna briga por grana e pelo poder…. é muita merda. Suspeito que tu resolveu partir enquanto ainda dá tempo… Agora ao menos deve estar junto de Kurt Cobain e Laney Stanley. Bem, preferia você ainda por aqui. Mas ok, só nos resta agora que temos de aceitar os fatos.

*Se vocês soubessem quantas vezes eu escutei na minha vida aquele álbum do Temple of The Dogs… (que anos depois, usei para pagar minha dívida num bar de um amigo que hoje é DJ…putz). E a satisfação que foi conseguir escutar inteiro a primeira vez álbum “Badmotorfinger” (esse LP tenho até hoje – e bar nenhum vai levá-lo de minhas mãos). A fita k7 do “Ultramega OK” que ganhei – coisa da mãe do “Kevin” mandou junto com mais outras tralhas para o filho pelo correio, lá de Seattle para o Brasil – aqui para minha cidade.Foi quando ele, o Kevin, esteve de passagem por quase dois anos, num daqueles intercâmbios estudantis. Pensa bem. Um americano de Seattle perdido justo em VAires!? E virou um grande amigo meu ainda. eo grunge acontecendo lá e ele aqui…rsrsrssr. Mas pena mesmo é que sempre acreditei de que um dia ainda assistira um show ao vivo da banda em POA.

Descanse em PAZ Chris. Valeu!

O artista de Spoonman (Soundgarden)

Sempre tive curiosidade sobre conhecer um pouco mais sobre o lendário artista de rua de Seattle – Artis (The Spoonman), que serviu como inspiração para a música “Spoonman” de uma de minhas bandas preferidas da cena de Seattle, o Soundgarden.

Me recordo de que na época do lançamento do álbum Superunknown (Soundgarden – 1994), onde está originalmente a faixa Spoonman, que virou vídeo e em 1995, conseguiu um Grammy para Melhor Performance Metal, rolou alguma história sobre ele na MTV. Mas como já foi há muito tempo, resolvi pesquisar novamente.

Encontrei o tal vídeo da MTV, bem como outros vídeos com Artis tocando, uma entrevista e até uma apresentação para a TV. É claro que havia mais coisas, mas esses foram os que entendi serem mais relevantes para este contexto com o a sua trajetória e o Soudgarden.

Aproveitem!

 

artis1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

artis2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

artis3

 

 

 

 

 

 

 

>> VÍDEOS:

 

Integrantes de Pearl Jam e Soundgarden reúnem o supergrupo Temple of the Dog para turnê

Em 1991, cinco ícones do rock de Seattle, nos Estados Unidos, lançaram o único e autointitulado disco como o Temple of the Dog. Para marcar o 25º aniversário do álbum, o supergrupo com integrantes de Pearl Jam e Soundgarden vai se reunir em uma turnê de cinco datas – a primeira deles em todos os tempos.

Em novembro, o quinteto – que inclui o vocalista Chris Cornell, do Soundgarden, os guitarristas Mike McCready e Stone Gossard, e o baixista, Jeff Ament, do Pearl Jam, além do baterista das duas bandas, Matt Cameron – vai tocar em cinco cidades dos Estados Unidos: Filadélfia, Nova York, São Francisco, Los Angeles e Seattle.

“Queríamos fazer uma coisa que nunca conseguimos: tocar shows e ver qual a sensação de estar na banda que abandonamos 25 anos atrás”, disse Cornell em comunicado. “Isto é algo que ninguém nunca viu. Queríamos parar, reconhecer que fizemos isso e fazer uma homenagem.”

Além das apresentações, no dia 30 de setembro, a UMe vai levar às lojas um relançamento de 25 anos do disco autointitulado da banda, remixado pelo colaborador de Pearl Jam e Soundgarden, Brendan O’Brien. A reedição estará disponível em quatro versões: pacote super de luxo com quatro CDs, vinil duplo, edição com dois CDs e com apenas um CD.

A edição super de luxo e a com dois CDs incluirá cinco sobras de estúdio e sete gravações demo (incluindo duas músicas que não chegaram até as sessões do álbum, “Angel of Fire” e “Black Cat”). O pacote de luxo ainda contará com um DVD recheado de imagens de shows, videoclipes e mais.

Cornell formou o Temple of the Dog depois da morte por overdose do amigo próximo e colega de quarto, Andrew Wood, líder do Mother Love Bone. Depois do luto da morte, ele recrutou os integrantes do Mother Love Bone – Gossard e Ament –, que recrutaram McCready. Finalmente, eles fecharam a formação trazendo Cameron, do Soundgarden.

Mesmo nunca tendo saído em turnê, o Temple of the Dog fez diversos shows ao longo dos anos – primeiro em Seattle, em novembro e dezembro de 1990. Cornell também se juntou ao Pearl Jam no show beneficente de Neil Young, Bridge School, em 2014. O Temple chegou a se reunir brevemente para tocar duas músicas – “Reach Down” e “Call me a Dog” – no Benaroya Hall, em Seattle, em 2015.

…………..

*Fonte: rollingstone

 

 

Soundgarden

E aquela banda esquisita está de volta…rsrsrsr. Isso já era um sonho antigo, agora só falta pintarem aqui no Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

King Animal

O novo e por mim tão aguardado álbum de estúdio do Soundgarden há anos, já tem nome – “King Animal”. Seu lançamento deve ocorrer em novembro deste ano. Confira esse vídeo com a banda em estúdio e um trecho de “Worse Dreams”.

Soundgarden – minha banda grunge preferida

Mesmo com o final das atividades do Soundgarden em 1998 ter sido assinalada apenas como uma espécie de apertada no “pause”, a coisa parecia ter sim um “ar” de acabou mesmo! Mas não, até que enfim os caras (Matt, Chris, Thayil e Shepherd) resolveram unir forças novamente, voltaram devagarito, sem alardes, primeiro com o lançamento de uma coletânea e depois com o lançamento de um álbum ao vivo, gravado em 1996 – “Live on 1-5” (que vem a ser o primeiro álbum oficial ao vivo da banda). Mas as notícias não poderiam ser melhores, segundo consta, estão reunidos em estúdio e testando algumas novas composições para um provável novo álbum de inéditas. Mazáh. Daí sim!!!
Das bandas ditas “grunge”, o Soundgarden disparado era a minha preferida, um som pesado que por vezes lembrava Black Sabbath mas sempre misturado/temperando com diversas outras sonoridades que não os limitava a um aspecto de banda heavy metal, o que é muito bom. Que voltem mesmo com um petardo daqueles. Keep on rock, baby!

http://www.soundgardenworld.com

*Com lançamento em 22 de março, “Live On I5” vai ter o seguinte track-listing:

01. Spoonman
02. Searching With My Good Eye Closed
03. Let Me Drown
04. Head Down
05. Outshined
06. Rusty Cage
07. Burden In My Hand
08. Helter Skelter
09. Boot Camp
10. Nothing To Say
11. Slaves And Bulldozers
12. Dusty
13. Fell On Black Days
14. Search And Destroy
15. Ty Cobb
16. Black Hole Sun
17. Jesus Christ Pose

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Festigarden

Só para não perder o costume por aqui, uma seleção de alguns vídeos dessa banda muito phoda que é o Soundgarden. Já que o Black Crowes resolveu dar um tempo em suas atividades, nada mais justo do que outra de minhas bandas preferidas então dar as caras “divoltz” como forma de compensação. Feito!

Danger Sound / Sugar Donned / Sedan Ground

Não poderia deixar de comentar aqui aquele velho papinho de que uma de minhas bandas preferida está de volta. Sim, o Soundgarden realizou em Seattle (16/04/10), o primeiro show após a reunião do grupo (estava separados desde 1997). Na época me lembro, foi como… “me caiu os butiás do bolso”.  Não só isso, foi uma butiazada na pinha! Eu curtia bastante a banda e os caras estavam simplesmente tirando o time de campo, assim na maior, sem muita explicação e motivos aparentes. Ninguém havia aparecido numa revista de fofocas dizendo merda um do outro e nem trocado supapos com ninguém. Mas enfim,  o tempo é sábio e o que impota é que estão “devoltz”. Assim vai um voto de felicidade de minha parte por essa volta do Soundgarden e também o desejo de que um dia ainda assistí-los detonando ao vivo. Consegui na internet uma foto desse primeiro show da volta e também o setlist, que me pareceu excelente. Basicamente o que eu gostaria de ouvir ao vivo, se muito, talvez com a alteração de uma ou outra música, mas isso daí já é pentelhação demais.
Ah! Ainda tem um fato interessante que estava esquecendo de mencionar, esse show de aquecimento de turbinas eles realizaram utilizando o nome de NUDEDRAGONS, que é na verdade, um anagrama para SOUNDGARDEN. Mazáh, hein!

Setlist do show:
01. Spoonman
02. Gun
03. Searching With My Good Eye Closed
04. Rusty Cage
05. Beyond The Wheel
06. Flower
07. Ugly Truth
08. Fell On Black Days
09. Hunted Down
10. Nothing To Say
11. Loud Love
12. Blow Up The Outside World
13. Pretty Noose
14. Outshined
15. Slaves And Bulldozers

Encore:
16. Get On The Snake
17. Big Dumb Sex
18. Waiting For The Sun (THE Doors cover)

Volta do Soundgarden?

Já nos primeiros dias de 2010 uma boa notícia, uma de minhas banda preferidas, o SOUNDGARDEN, pode voltar a atividade depois de 12 anos fora de ação. Uma banda com um som único, sem ressalvas e de modo algum vendida. Espero que voltem do mesmo modo. Assim como o Zina, eu também imaginava que isso um dia iria acontecer. Mazáh! Que beleza!