The Faces – The Marquee Club (Londres 07-12-1970)

Anúncios

The Faces – Maybe I’m Amazed

Sempre que escuto alguma música do The Faces direto me ocorre que uma de minhas bandas preferidas de todos os tempos, se não “a preferida” os phodáceous The Black Crowes, com certeza beberam (e muito) nessa fonte aqui. Tanto pela vibe do rock que faziam, bem como pela estilera dos caras no modo de vestir e até no corte dos cabelos.

Consigo ver o Chris Robinson (vocal do T.B.C.) pedindo um corte de cabelo no seu barbeiro, mostrando em suas mãos uma foto do Rod Stewart de algum recorte, de página de revista rock antiga.

The Faces foi uma das bandas mais emblemáticas de veia blues & rock’n roll no começo dos 70’s, na Inglaterra (fora Beatles e Stones nessa comparação – por favor). Pô! Só de pensar que dali saiu o Rod Stewart para uma super carreira solo, que rende muito até hoje. Teve o Ron Wood, que segundo consta é o cara que tem o melhor emprego do mundo, que é ser guitarrista do Rolling Stones e dispensa aqui a necessidade de se fazer qualquer comentário. Também entra nessa contabilidade de pesos pesados, o baterista Kenney Jones, que depois foi o substituto de ninguém menos que Keith Moon, no The Who. Quer mais!? Sobrou o tecladista Ian McLagan, que é legal, ok, mas acima de tudo, talvez o meu preferido de todos seja mesmo Ronnie Lane, o baixista! Curto muito esse cara, suas linhas de baixo e seu estilo de tocar, apesar de usar palheta, pena que morreu cedo. Ah! E tem mais, ele é o único cara que já vi tocar com um baixo Les Paul e que eu curti….rsrsrsrs  *(nos vídeos abaixo ele não está usando).

Muito gente boa tocando e se divertindo junto dá nisso, uma banda phoda. Para mim, todos os álbuns da banda são muito bons, então nem tenho nada de especial para recomendar agora.

Escolhi aqui dois sons dos caras que são bem importantes para mim (deixei aqui fora de propósito a clássica-master-fucker Stay With Me), ambas me remetem diretaço ao som que o Black Crowes resgatou na sua combustão-shuflle, décadas depois. Viva o rock!

Vai lá então, sem medinho! Aumenta o som e curte a parada.

 

 

Faces

Um pouco mais de rockn roll de verdade, um pouco mais de Faces então! Sim, já disse aqui mil vezes, os pais do Black Crowes são phoda. Que timbreira de guita, teclados vintage creeeedo! VOLTEM LOGO.
O Ronnie Lane faz muita falta , eu sei, mas but… é a vida.

The Faces – 2012

Outra banda clássica de rock que em breve deve se reunir novamente é o The Faces. Foram nomeados para o Hall da Fama do Rock junto com o Guns & Roses, mas ao contrário da mega banda americana, com a rapaziada do Faces as coisa vão muito bem em termos de relacionamento. Confira o que disse o baterista Kenney Jones:

– “Ao contrário do que alguns podem imaginar, ainda somos todos grandes amigos e nunca dissemos anteriormente que não tocaríamos juntos outra vez. Jantamos juntos um mês atrás e decidimos que o evento seria o momento e o lugar ideais”

Portanto, que voltem logo e prossigam com uma tour, porque o rock tá uma bela *m e precisamos cada vez mais de boas bandas. Uma banda formada por feras do rock como Rod Stewart (vocais), Ron Wood (guitarra), Ronnie Lane (baixo), Ian McLagan (teclados) e  Kenney Jones (bateria) sempre será uma bela fonte de energia rock’n roll. E já que para mim o Faces e juntamente os Rolling Stones com um punhado de folk e soul music são os pais do The Black Crowes, uma das bandas que eu mais gosto, portanto, essa volta é muito mais do que bem-vinda. Keep on rock, baby!

Discografia:
. First Step (1970)
. Long Player (1971)
. A Nod Is as Good as a Wink… to a Blind Horse (1971)
. Ooh La La (1973)
. Coast to Coast: Overture and Beginners (1974 – ao vivo)